PERU: BURACO DE MINA AMEAÇA AFUNDAR E LEVAR JUNTO TODA À CIDADE.

Por Cecília Jamasmie-reproduzido de MINING.com – editado p/ Cimberley Cáspio

A cidade peruana de Cerro de Pasco, empoleirada no alto dos Andes, está prestes ir para às profundezas  levando a mina de zinco e chumbo à céu aberto, arrotando flâmulas de poeira e poluentes nos arredores por anos .

Wikimedia Commons.

Os moradores locais,segundo relatório da National Geographic, foram submetidos a uma série de testes de saúde em 1996, quando os efeitos da contaminação se tornaram mais proeminente. Em 2007, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) se juntaram à investigação só para verificar o fato de que mais da metade das crianças testadas tinham níveis elevados de chumbo em sua corrente sanguínea. Isso levou as autoridades a declararem  “estado de emergência ambiental” em Cerro de Pasco, em Maio de 2012.

Muito pouco mudou desde então. De acordo com o artigo, os moradores convivem até hoje, com intoxicação por chumbo e suas conseqüências, incluindo níveis mais baixos de QI, convulsões, disfunção de órgãos, e até mesmo a morte prematura.

Wikimedia Commons.

Moradores fizeram tentativas para chegar ao governo central, pedindo uma solução permanente, especialmente depois  que 2.070 crianças foram diagnosticadas com níveis de chumbo que implicavam duas vezes o perigo. As autoridades prometeram construir um novo hospital, ao invés de interromper à operação da mina, que no entanto, ainda tem de se tornar uma realidade, pois até agora, nada de hospital.

Enquanto isso, a empresa que opera a grande mina, Volcan Compañía Minera, continua a expandir o buraco no meio da cidade, que dizem ser tão profundo como o Empire State Building .

Os espanhóis encontraram prata nas cavernas de Cerro de Pasco, a cerca de 500 anos atrás, e ao longo do século 20 suas minas enriqueceram a muitos – incluindo americanos proeminentes. As cavernas foram abertas em 1956 e hoje a região central nos Andes peruanos ainda é o lar de 14 empresas de mineração  que operam a altos níveis de produção.

Mas a riqueza extraída da terra de Pasco, infelizmente, não é compartilhada entre seus povos. As últimas estatísticas disponíveis mostram que entre 2013 e 2014, Cerro de Pasco foi – de fato – a região que registrou o maior aumento da pobreza em todo o país.

Em 2008, o Congresso do Peru aprovou a Lei No. 29.293, chamando para o reassentamento toda à população de Cerro de Pasco, uma cidade com 70.000 habitantes. Mas o governo não conseguiu chegar a um processo para conseguir isso, a lei foi então ignorada.

Um porta-voz da Volcan, disse à National Geographic que, “o que está acontecendo sobre à cidade não é responsabilidade da empresa. É uma questão de responsabilidade do governo nacional, em coordenação com o governo regional e o governo local da cidade.”

Em outubro, as autoridades reuniram-se novamente com os membros da comunidade que marcharam para a capital do Peru, Lima. Um dos pontos-chave acordados foi que o Ministério da Saúde iria garantir cuidados para todos aqueles com altos níveis de chumbo no sangue.

O governo, informou à imprensa local (em espanhol) que concordaram em construir uma clínica de desintoxicação ​​e um moderno laboratório de toxicologia.

Outro grande problema causado por operações de minério, está na cidade de La Oroya, um grande centro de mineração de chumbo também na região dos Andes peruanos. De acordo com os estudos quase que a totalidade das crianças da cidade (cerca de 99%) possuem níveis elevados de chumbo no sangue, devido a ação de uma fundição norte-americana que explora o metal.

Foto: davidmurillo.cat

O principal contaminante desta cidade é o Dióxido de enxofre, chumbo, cobre e zinco, em 99% das crianças que moram na cidade, que estão contaminas.

Quanto a ameaça de afundamento, a empresa, como relatado acima, se isenta de qualquer responsabilidade, e ao mesmo tempo, o governo peruano prefere pagar pra ver.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s