EM MINAS GERAIS, A TRAGÉDIA ESTAVA ANUNCIADA.

Por Cimberley Cáspio

Resultado de imagem para Foto: omissãoImagem:semeandovida.org

Segundo o Jornal O GLOBO, são 24 fiscais para fiscalizar 201 Barragens. E nem à Fundação Estadual do Meio Ambiente e nem o DNPM sequer sabem se às Barragens foram fiscalizadas nos últimos anos,ou se às licenças estão em dia.

O que está acontecendo é que a fiscalização está sendo terceirizada a auditores independentes contratados pelas empresas de fiscalização,e que segundo os auditores,”todas às represas tem estabilidade garantida”,o que não é verdade,pois se estivessem com estabilidade garantida, a tragédia não aconteceria,ou, os danos poderiam ser bem menores.

A revelação é de que tanto à Fundação Estadual do Meio Ambiente,quanto a DNPM, estão sucateados. E quando há fiscalização, é somente burocrática somado a checagem de documentos. Além disso,houve corte tanto em verbas,quanto na meta de fiscalização.

A FEAM,reclama que só há 8 técnicos capacitados em gestão de Barragens para fiscalizar um total de 402 Barragens, além de 9.536 concessões de lavra e outros empreendimentos do setor,o que é impossível. E pra piorar mais do que já piorou, a meta do governo esse ano,caiu para fiscalizar somente 97 Barragens,do total em atividade no país.

A tragédia estava anunciada.Só que ninguém fez nada.Esperaram pra ver,e agora estão vendo às consequências do crime de omissão.

Fonte:http://oglobo.globo.com/brasil/cidades-historicas-temem-nova-tragedia-18055615

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s