FORÇA MILITAR CHINESA CHEGARÁ A SÍRIA EM 6 SEMANAS.

Por Ministério Libertar/ Marcos Paulo Góes – editado p/ Cimberley Cáspio

Na manhã de terça feira, uma embarcação naval chinesa teria sido vista, viajando através do Canal de Suez no Egito para entrar no Mar Mediterrâneo, o seu destino não foi confirmado.

No entanto, de acordo com um oficial superior do Exército Árabe Sírio (SAA), que está estacionado no interior da cidade costeira síria de Latakia, os militares chineses junto da sua força aérea, estão programados para chegar a Síria já nas próximas semanas, por volta de 6 semanas, de acordo com a fonte. Os chineses estão indo para o porto da cidade de Tartous, porém ele não pode fornecer mais detalhes.

A Rússia deixou bem claro que eles estão tendo um papel ativo neste conflito, mas a notícia da movimentação militar chinesa, não fornece mais detalhes sobre sua contingência.

Parece que a Rússia não vai combater o ISIS sozinha, o plano é semelhante à ideia dos EUA “de uma” coalizão ” de forças aéreas, porém com um envolvimento terrestre maior, e isso é algo que os EUA e seus aliados têm evitado desde o início de sua guerra contra o Estado Islâmico.

Apesar de tudo isto, a Rússia e os EUA parecem estar divididos novamente, no entanto, este não é um distanciamento ou uma corrida armamentista, eles estão ativamente flexionando seus músculos através de seus proxies. Os Americanos com os seus rebeldes e a Rússia com o exército sírio.

O Irã já deixou claro que irá participar da coalizão internacional liderada pela Rússia, Egito e Índia, outros países que podem vir a se juntar aos Russos no combate contra o Estado Islâmico.

Nota do Editor: O apoio de Vladimir Putin se restringe ao governo da Síria, apoio exclusivo a Bashar al- Assad, isso quer dizer que, não só o Estado Islâmico, como toda oposição combatente já estão tomando bala, quer dizer, bombas sobre à cabeça. O que não está agradando os E.U.A .O Estado Islâmico tudo bem, mas à oposição contra Assad, não faz parte do script. É isso que vai gerar problemas. 

Assim como os russos desdenharam dos E.U.A durante a invasão a Alemanha durante a segunda guerra, já estão repetindo o mesmo comportamento no conflito. O que quer dizer que os russos são aliados não muito bem alinhados com à estratégia americana, e essa característica se mantém até hoje. E assim que os chineses chegarem, haverá uma grande operação terrestre, liderada pela Rússia e não pelos E.U.A .

Na cabeça de Putin, deve passar o seguinte pensamento, “se Barack Obama não gostar, que venha pra dentro.” Como não quiseram problemas com os russos durante a segunda guerra, não é agora que os americanos vão querer também, ainda mais com os chineses envolvidos.

Leia mais: http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-urgente-r%C3%BAssia-inicia-apoio-%C3%A0-for%C3%A7as-de-assad-na-s%C3%ADria?page=4#ixzz3nMLlWgtV

Fonte: Almas Dar News e http://www.conflitoseguerras.com.br/2015/09/froca-militar-da-china-pode-chegar-a-siria-em-6-semanas.html

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s