RESERVAS SEM REMUNERAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS,TAMBÉM FAZEM JUS À PENSÃO ESPECIAL-GRACIOSA.

Por Cimberley Cáspio

selvaImagem: ultimosegundo.ig.com.br

“Usualmente a pensão graciosa é concedida diretamente à pessoa, ou a seus beneficiários, em virtude de relevantes serviços prestados ao Estado ou à Comunidade.” Presidência da República.

Muitos estão recebendo “pensão graciosa” por terem sido “vítimas” da ditadura. Se é justo ou injusto,não cabe aqui tal definição,porém seria também justo que todos os reservistas que serviram as forças armadas por lei obrigatória e que deram baixa pela extinção do tempo obrigatório, onde nem mesmo foi permitido o engajamento,recebessem também tal remuneração. Afinal, ter prestado serviço as forças armadas, é um serviço também relevante ao Estado.

Ao final da prestação do serviço militar obrigatório,todos os soldados,já em trajes civis,agora reservistas, em última formatura no pátio central da Unidade Militar, são elogiados pelo comando em Boletim Oficial, e quando já civis, saem pela entrada principal, com uma mão na frente,outra atrás. Se terão sucesso na vida civil posteriormente ,vale à sorte e a estrela de cada um. Muitos reservistas não conseguem, e passam uma vida de agruras quando voltam para suas famílias, principalmente no interior do Norte e Nordeste do Brasil.

Prestar serviço militar ao país, é uma honra para quem foi escolhido entre milhares de jovens,em detrimento de outros milhares dispensados por diversos motivos. Mas os que foram escolhidos e efetivados,foram treinados sob o sol,sob à chuva, sob o dia,sob à madrugada, sob o calor, sob o frio, fizeram longas marchas à pé, quando na fronteira, participaram de escaramuças reais contra às FARC, escalaram montanhas,mergulharam em mares e selvas sustentados por paraquedas,atravessaram fogo em diversas situações,atravessaram túneis de gás lacrimogênio,atravessaram rios infestados por piranhas e jacarés mortíferos,quando também ficaram longo tempo afastados de suas famílias, enquanto suas vidas não mais lhes pertenciam, mais sim, ao presidente da república.

Se a pensão existe,e não foi criada pelos reservistas, por que os mesmos não fazerem jus por um serviço relevantíssimo prestado ao país? Por que terminado o tempo de serviço obrigatório,serem dispensados com uma mão na frente,outra atrás? Não é justo. Se não vão para à reserva remunerada,então que recebam à pensão-graciosa.

E mais uma vez afirmo que enquanto o governo não revelar o total de ouro físico em reservas,onde está guardado,e o total de receitas da exportação de ouro,inclusive o nióbio, a crise na verdade não existe,é pura fachada.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s