SERRA LEOA: ONDE ESTÁ O DINHEIRO DOADO PRA LUTA CONTRA O EBOLA?

ladrão

Por John Sahr Sahid / IRIN – reproduzido e editado p/ Cimberley Cáspio

FREETOWN, (IRIN) – De acordo com um relatório de auditoria , mais da metade dos 18 milhões de dólares doados ao Tesouro e à população que deviam ter servido na luta contra o Ebola em Serra Leoa, onde a doença ceifou 3.764 vidas, desapareceram. As autoridades que lutam contra à corrupção e o Centro Nacional de Resposta ao Ebola, estão investigando,inclusive seis milhões de dólares que foram usados ​​para pagar salários de empregados fantasmas.

“As conclusões do relatório são angustiantes porque sugerem que grande parte do dinheiro destinado a ajudar pessoas e salvar vidas não teriam sido utilizados para os fins, os quais foram prometidos “, disse Ibrahim Tommy, coordenador do Centro de Responsabilização e Estado de Direito de Serra Leoa, uma organização independente que luta pela transparência das instituições. “E, de acordo com o relatório, isso poderia ter afetado a resposta do governo à crise. “Eu me pergunto como uma crise humanitária tão grave poderia ser usada para desviar dinheiro?”Disse Tommy.

O escritório do Comitê de Contas Públicas dos arquivos e do Serviço de Auditoria da Serra Leoa (ASSL) se recusou a comentar o relatório, disse à IRIN que o Parlamento está analisando estas alegações. “As investigações ainda estão em andamento”, disse Samuel Kaninda, coordenador para a Transparência Internacional ‘África Ocidental.

” Má gestão financeira habitual há anos é praticada, e os relatórios de auditoria em Serra Leoa denunciam sistemas de gestão financeira pobres como uma das maiores fraquezas do setor público, especialmente em departamentos. “Sabemos que a gestão dos fundos públicos é muito difícil em Serra Leoa “, disse Lavina Banduah, diretora da Transparência Internacional Serra Leoa. “E com o afluxo sem precedentes de fundos para a luta contra o Ebola, temíamos que seriam usados como de costume. ” Ms. Banduah disse que um fundo de gestão semelhante desapareceu durante a epidemia de cólera em 2012 que levou a um estado de declaração de emergência na Serra Leoa. No entanto, poucas investigações têm sido realizadas sobre este assunto. “Infelizmente, isso acontece com bastante frequência”, disse.

“Muitos dos países onde ocorrem estes ataques não são apenas altamente corrupto mas também subdesenvolvidos, o nível de transparência é baixo. Muitas vezes, os fundos devem ser liberados imediatamente para que eles não tenham tempo e nem recursos de desviar o dinheiro[…] mas Infelizmente, os fundos são, portanto, facilmente gerenciados de forma inadequada. ”

Sr. Tommy lamentou a incapacidade do governo em garantir que os fundos públicos continuem a financiar os salários dos funcionários fantasmas. ” A comissão de Serra Leoa contra a corrupção, disse trabalhar estreitamente com o Serviço de Auditoria Nacional, do Ministério da Saúde e outras agências governamentais para encontrar os fundos que faltam e processar os perpetradores .

Enquanto isso,o ebola continua matando na Guiné,e ameaçando seriamente a Guiné-Bissau.que já relatou que se o surto invadir o país,não terá recursos para lidar com a doença,onde precisará de ajuda externa.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s