VIVER DE ILUSÃO TEM UM PREÇO MUITO CARO NO FINAL. ASTROS DE HOLLYWOOD QUE O DIGAM.

Por Cimberley Cáspio

ilusão
Imagem:cededica.org.br

Enquanto quase 200 milhões de dólares em ouro saem do país para o mercado internacional,o arsênio e mercúrio vão destruindo a saúde das pessoas diretamente envolvidas no processo,seja industrial,seja artesanal.

A verdade é que infelizmente,o brasileiro pouco quer saber da sua saúde,ou da saúde alheia,e mesmo que tenha pouco tempo de vida,mas possa gastar um dinheiro de forma intensa,é o que importa. Comprar,se divertir e viajar. Se morrer na semana que vem,provavelmente vai dizer que viveu bem,mesmo acamado sendo torturado pela doença,ou morrendo jovem.

Enquanto o arsênio destrói a saúde do povo de Paracatú-MG,o mercúrio destrói o meio ambiente e os povos ribeirinhos da Região Norte,e o pó de minério,destrói a saúde da população de Vitória-ES, saúde e tempo de vida,é o que menos se pensa, afinal, a população e o governo tão nem aí. Se há emprego e capital, é o que importa. Saúde se compra. Mas se esquecem que a tortura sob uma cama,ou cadeira de rodas,pode perdurar por anos,antes que a morte chegue. E pior ainda quando a doença passa a ser um fardo,e o cuidador,geralmente parente,pede a Deus a morte do infeliz. Claro que graças a Deus há exceções,raríssimas,mas há.

Sendo assim,as riquezas do país vão se esvaindo; riquezas materiais e riquezas sociais,nisso,inclui-se a vida do povo brasileiro,que para muitos,talvez valha hoje R$ 1,99 ,ao mesmo tempo em que robustecemos empresas e povos internacionais,as custas da nossa ilusão com o progresso e desenvolvimento,os quais,destruíram nossa paz,tradições, alegrias,e vai destruindo nossa saúde com mais rapidez, nos matando as centenas a cada dia. E tudo isso, as custas da nossa ilusão com um bocado de dinheiro,que cega a nossa inteligência e nos torna escravos do século XXI.

É bom ter dinheiro,porém também é bom ter uma Pátria rica e sólida. Ter também saúde,longevidade,segurança,sem nos desligarmos e abandonarmos as tradições culturais,onde qualquer vida e máquina tem o seu tempo de velhice, as tradições atravessam gerações. E no que tange tudo isso,não sou adepto ao retrocesso,porém não abro mão da essência real de tudo que somos,e me nego viver iludido,apenas porque tenho dinheiro.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s