VULCÃO APAGA DO MAPA CIDADES NO ARQUIPÉLAGO DE CABO VERDE.

Por Agência Angola Press – reproduzido e editado p/Cimberley Cáspio

fora do mapaFoto : ptearthquaker-report.com

Cidade da Praia – Portela e Bangaeira foram apagadas do mapa pela lava que jorra há 15 dias dos vários cones vulcânicos de Chã das Caldeiras, na ilha cabo-verdiana do Fogo, disse hoje à agência Lusa fonte do Governo de Cabo Verde.Segundo Aleida Monteiro, do gabinete de comunicação governamental, que se encontra em São Filipe, a principal cidade da ilha, a lava, após descer de Portela para Bangaeira em quatro frentes, unificou-se e criou uma nova, de 300 metros de largura, que segue tendencialmente em direção a Monte Velha, ao norte.

“Não se sabe se irá desviar ou não de Monte Velha. Tendencialmente, parece seguir nessa direção, mas nunca se sabe”, explicou a assessora, adiantando que a velocidade da torrente de lava “intensificou-se consideravelmente”

Todo o casario de Bangaeira está rodeado pela lava, e em Portela, permanecem de pé as paredes da Adega Cooperativa de Chã das Caldeiras, que, nas palavras de Aleida Monteiro, está “ilhada”, uma vez que a torrente entrou pelas traseiras do edifício e parou na parte da frente, estancando a poucos metros da entrada principal.

Se Monte Velha for atingida pela lava, a torrente ganhará novamente velocidade, dado o elevado desnível, tendo pela frente as pequenas localidades de Pai António, Feijoal e Fonsaco, que “muram” a segunda maior cidade da ilha do Fogo, Mosteiros, igualmente sede de concelho, já junto ao mar.

No entanto, tudo vai depender das inclinações no terreno, uma vez que haverá a possibilidade da lava poder seguir para oeste e lançar-se em direção a Corvo, Achada Grande e Relva.

“Mas tudo é ainda muito incerto”, insistiu Aleida Monteiro, que adiantou que a equipe de especialistas está monitorando minuto a minuto, a atividade eruptiva e a direção da lava, havendo dois postos de observação no terreno.

A ministra da Administração Interna, Marisa Morais, que se encontra desde quarta-feira no Fogo a acompanhar a evolução da lava e do vulcão, vai prolongar por mais alguns dias a estada, acrescentou Aleida Monteiro, indicando que, às 07:00 de segunda-feira, será feito um novo ponto da situação.

A população de Portela e de Bangaeira, estimada em cerca de 1.500 habitantes, foi evacuada ao longo da primeira semana de atividade vulcânica, não havendo, até ao momento, qualquer vítima.

O centro do planalto está praticamente coberto de lava, que, em alguns pontos, atinge oito metros de altura, tendo obstruído também a única estrada de acesso quer a Portela quer a Bangaeira.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s