O AEROPORTO INTERNACIONAL QUE O GOVERNO FEDERAL E O GOVERNO ESTADUAL-RJ ,NÃO QUISERAM.

Por Cimberley Cáspio

imagem:pousadadacmadanielecarreiro.blogspot.com

Desde 2007 a 2010,a ideia foi apresentada as autoridades municipais  de Saquarema-RJ,da ALERJ e autoridades federais,porém em nenhum momento houve retorno dos e-mails enviados.

UMA IDEIA  PARA A IMPLANTAÇÃO DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SAQUAREMA – RJ – BRASIL

JÁ ENVIADA AO MINISTÉRIO DA AERONÁUTICA,DEFESA,INFRAERO,ANAC ,ESPORTE , GABINETE DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA; ALÉM DOS  DEPUTADOS ESTADUAIS ,DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES DO RIO DE JANEIRO .

Olá senhores,meu nome é(……).  Por estar preocupado com as vidas que usam e operam o transporte aéreo no país,venho humildemente através desta apresentar uma ideia de investimento altamente rentável, e que também vai aliviar o espaço aéreo e garantir mais segurança a todos que usam e vivem do sistema aéreo no Brasil.

Desde que o governo federal se viu pressionado pela FIFA e pela CBF a melhorar o atendimento aéreo brasileiro para a Copa do Mundo de 2014,comecei a imaginar um aeroporto internacional em toda a área aberta da reta do distrito de Sampaio Correa -Saquarema -RJ-Brasil. A área por enquanto, é muito oportuna e muito perto da Cidade Maravilhosa.

Tal localização é magnífica,plana e oportunamente grande para um projeto de tal magnitude,e com espaço suficiente para absorver todo movimento aeroportuário,seja estacionamento de pequenas ou grandes aeronaves, taxiamento,aterrissagens,decolagens,complexos administrativos,operacionais e comerciais;  e convido os senhores a olhá-la nesse sentido.Porque atualmente é ocupada por algumas fazendas e alguns imóveis construídos,o que se tal ideia for aceita e aprovado,a indenização para desocupação será significativamente barata para os cofres públicos. E a localização e distância do  Rio de Janeiro,não durará mais que 30 minutos de carro,segundo a ideia que vos será relatada a seguir.

Hoje.por enquanto,como já disse, a área é excelentemente oportuna,porém mais tarde,se vier a urbanizar, se perderá uma  ótima oportunidade,não só para o Estado do Rio de Janeiro,como também para o Brasil,no que condiz a logística aérea no Brasil,para o mundo.

Sendo assim,reitero vossa visita a área para observá-la.Afinal,somente olhar,não assume compromisso,responsabilidade e nenhuma despesa. A observação é de graça.

Eis a minha ideia,quem sabe,concordem comigo.

O aeroporto internacional, se estenderia a partir do início da reta do distrito de Sampaio Correa  seguindo por  toda planície  lateral à rodovia Sampaio Correa – Jaconé,onde  seguiria por toda área aberta por trás da antiga usina . A estrada Sampaio- Jaconé,passaria por baixo das pistas de rolamentos das aeronaves.

Em relação a reta de Sampaio Correa, do lado do posto da reta,ao lado da rodovia,seria todo o complexo de administração,carga,venda de passagens,estacionamento e fiscalização. A RJ-106 passaria pelo meio do aeroporto; e pontes cobertas sobre a rodovia,ligaria o deslocamento geral de passageiros,tripulantes ,bagagens e pequenas cargas,de um lado para outro,indo direto para à área de operação aérea, cabines das aeronaves,ou administração e comercial.

As operações de aterrissagens e decolagens,se daria na direção do mar,por motivo de segurança.Sendo assim,toda área de terra, na direção das localidades de Mombaça e Barra Nova,dentro da linha de decolagens e aterrissagens das aeronaves,seria considerada  área aeroportuária.

A implantação de tal aeroporto,se faz em um momento pra lá de oportuno,devido a pressão enorme que o governo federal vem recebendo em relação ao tempo de aproximação da data dos jogos. E a aproximação do distrito de Sampaio Correa  ao Rio de Janeiro,que de carro leva uma hora; também é outra vantagem.

 Já se sabe que o aeroporto Santos Dumont, está  obsoleto e operando no gargalo.O mesmo com o Tom  Jobim, que opera atualmente no limite.

Imagine então durante a Copa do Mundo! Sem a implantação do aeroporto internacional de Saquarema,a operação aérea no Galeão,será um pesadelo para a equipe aeroportuária.

O aeroporto de  Guarulhos- SP,  por exemplo,se porventura,o governo federal tomasse a decisão de expandi-lo ,a indenização seria caríssima,devido o aeroporto estar cercado de um universo urbano. O que com certeza não seria viável. E que também não há a mínima possibilidade de expansão do aeroporto internacional do Rio de Janeiro.

O que já não é o caso da área que ora vos apresento.Toda a área da reta do distrito de Sampaio Correa,está aberta e ocupada apenas por algumas fazendas e alguns imóveis construidos,que em relação a indenização provida ,seria infinitamente barata.

Cito também um projeto idealizado na época do regime militar, que é a implantação da rodovia translitorânea,que se estende do Preventório,após o bairro de Charitas,em Niterói-RJ,pegando todo o litoral até o distrito de Praia Seca-Araruama-RJ,seguindo pela Figueira,até  o trevo da patrulha rodoviária,no entroncamento entre Cabo Frio e Arraial do Cabo.

Com a implantação do  projeto da via-expressa translitorânea, junto com o projeto do aeroporto,desafogaria a RJ-106,inclusive a Alameda São Boa Ventura,no Fonseca,o que encurtaria em muito o tempo de viagem entre Sampaio  Correa ,Niterói e Rio de Janeiro.Podendo também até implantar um metrô de superfície,paralelo a via-expressa translitorânea,ligando o aeroporto internacional de Saquarema a Niterói,que ajudaria em muito  desafogar a própria via-expressa.

Se a ideia for aceita,é vital que a via-expressa entre no “pacote”,pois em momento algum,em hipótese nenhuma pode-se pensar,no deslocamento universal com destino ao aeroporto,pela Alameda São Boa Ventura no Fonseca,na saída da Ponte em Niterói,seguindo pela RJ-106,pois tais vias estão pra lá de sobrecarregadas e não suportarão um aumento maior de tráfego dessa magnitude.Sem a translitorânea é totalmente inviável.

A via-expressa translitorânea,precisa fazer parte do projeto,caso á ideia seja aceita. Sem a via-expressa,será inviável,se tiver que depender no deslocamento pela Alameda São Boa Ventura – no Fonseca,na saída da Ponte em Niterói e pela RJ-106.

Entendo que tal projeto possa não dar tempo para entrar em operação para a copa de 2014,mas uma coisa é certa,desafogará e muito,o movimento aeroportuário no Estado do Rio de Janeiro. Afinal,até o Céu precisa respirar.E deve-se pensar também na segurança aérea do Brasil. Entre investimentos e segurança, vidas vem em primeiro lugar.

Com a construção do aeroporto internacional de Saquarema,haverá também a necessidade de se construir grandes e luxuosos hotéis,devido a circulação e movimento diário de passageiros e tripulantes nacionais e internacionais na área.O que seria viável também a implantação de bondes modernos,entre as cidades das regiões dos lagos ao aeroporto internacional.Pois atualmente os engarrafamentos de veículos nas metrópoles tem sido um espinho na vida de empresários e trabalhadores,devido a atrasos e prejuízos a compromissos marcados.

E como sabemos que a frota nacional de veículos continuará aumentando em detrimento das vias de rolamento que não acompanha,à implantação dos bondes urbanos,já se faz necessário.

Com certeza,vale a pena olhar o local  e estudar a ideia, que pode ser amadurecida e melhorada por especialistas.

SLMD

Saquarema,26 de julho de 2010

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s