CULTOS SATÂNICOS EMBALAM FAMOSA UNIVERSIDADE.

Por Julio Severo e PATRICK B. MCGUIGAN – reproduzido e editado p/Cimberley Cáspio

Não é segredo que fraternidades secretas nas universidades mais famosas,pratiquem o satanismo. E com o secularismo crescendo nos Estados Unidos, satanistas parecem cada vez mais dispostos a desafiar os cristãos buscando tempo e espaço igual na esfera pública. Sob o pretexto da liberdade religiosa e liberdade de expressão, não veem mais razão das missas negras serem realizadas a portas fechadas.
E com o patrocínio de um grupo estudantil, a Universidade de Harvard permitiu que o Templo Satânico de Nova Iorque planejasse a realização pública, de uma Missa Negra no campus da instituição em maio desse ano,a qual,não se realizou,devido os protestos da comunidade católica.

“O satânico ritual foi aprovado peloHarvard Extension Cultural Studies Club e deveria ser executado pelo grupo “Satanic Temple”, de Nova York.

misssa negramissa negra

A missa seria feita no subsolo do Salão Memorial,porém quem na verdade tinha a obrigação de fazer oposição feroz seriam os calvinistas. De acordo com Wesley Campbell, a Universidade de Harvard foi fundada para levar os estudantes a conhecer Deus. Harvard, que foi estabelecida em 1636, foi nomeada em homenagem ao pastor calvinista John Harvard (1607–38), que deixou como herança para a universidade toda a sua biblioteca e metade de sua propriedade. Embora nunca tivesse filiação formal a uma igreja, Harvard treinava principalmente pastores calvinistas. Hoje, embora nunca confesse formalmente que é marxista, Harvard treina principalmente esquerdistas.
E com a Missa Negra, que continua sendo realizada secretamente,Harvard chega ao ápice do distanciamento de suas origens.
No entanto, muito mais do que a Igreja Católica, as igrejas calvinistas deveriam ter muito mais interesse em denunciar a Missa Negra em Harvard. Pelo menos no Brasil, grupos calvinistas passam, através de blogs e sites, o tempo inteiro quase que só denunciando seus vizinhos evangélicos, os neopentecostais, como se eles fossem obrigados a adotar o calvinismo ou estivessem profanando a Bíblia, Calvino, a Reforma e toda as suas outras tradições e teologias.
A blogosfera calvinista brasileira é ativa, permanentemente atenta e vigilante com relação às “heresias” pentecostais e neopentecostais, mas estranhamente omissa diante dos graves problemas — especialmente o liberalismo teológico da Teologia da Missão Integral — que grassam em seu próprio meio.
Seja como for, o Templo Satânico de Nova Iorque está satisfeito de ocupar esse espaço outrora “calvinista,” e particularmente determinado a promover publicamente o satanismo.
A decisão de se permitir publicamente uma Missa Negra dentro da Universidade de Harvard ocorreu num momento em que o Templo Satânico de Nova Iorque requisitou a instalação de uma estátua de Baphomet de mais de 2 metros de altura, fundida em bronze, num lugar de honra em frente ao prédio do governo do estado de Oklahoma,sul do país,bem distante de Cambridge,Massachusetts. A estátua satânica fica ao lado do monumento dos Dez Mandamentos que foi erigido em 2012.

missa negra 02

Afastando quaisquer dúvidas, Lucien Greaves, porta-voz do grupo satanista, explicou o que eles fazem:

“Nós pegamos um pedaço de ‘pão mágico’ que é realmente a carne de Cristo. Nós o escarnecemos sem mercê e nas canções dizemos para ele que já era, e que nós detestamos o sabor de sua carne. Após o deixarmos suficientemente intimidado e fora de combate, alguns representantes da agenda homossexual esfregam todo o seu homossexualismo sobre a Bíblia até Deus chorar. Esse é o momento em que Satanás aparece, e todo o mundo vira a garrafa”.

Lucien Graves, que já foi estudante de Harvard e é hoje porta-voz do Templo Satânico de Nova Iorque, também disse na época, ao noticiário televisivo ABC News que os esforços para erigir a estátua de Baphomet no prédio do governo estadual de Oklahoma refletem a iniciativa da organização satânica de “celebrar o progresso dos EUA como uma nação pluralista fundada no Estado laico.”
Graves disse: “A mensagem por trás do nosso monumento tem muito mais relação com a formação dos valores constitucionais dos EUA do que os Dez Mandamentos possivelmente têm.”
A presença do monumento dos Dez Mandamentos no prédio do governo estadual tem causado mal-estar entre militantes esquerdistas. Ryan Kiesel, diretor-executivo da filial da ACLU (sigla em inglês que significa União das Liberdades Civis Americanas) em Oklahoma, disse que o monumento teria de ser removido, pois viola a separação entre Estado laico e Cristianismo. A ACLU entrou com uma ação legal para remover os Dez Mandamentos.No entanto, a ACLU não mostrou interesse em entrar com um processo para remover a estátua de Baphomet.
Todavia,com forte apoio da comunidade católica,a Arquidiocese de Boston pediu que Harvard cancelasse o evento, dizendo numa declaração: “A comunidade católica de Boston expressa sua profunda tristeza e forte oposição ao plano de realizar uma ‘missa negra’ no campus da Universidade de Harvard.”No que temporariamente foi atendida.
Dá para imaginar uma universidade que leva o nome de um pastor calvinista e começou formando pastores calvinistas realizando Missa Negra?
Enfim,devido a força do protesto,o evento foi cancelado em Harvard,adiado e realizado posteriormente no Centro Cívico de Oklahoma,em setembro,onde mesmo diante do protesto da comunidade católica,um forte aparato policial,protegeu a cerimônia de adoração ao Diabo.

Com informações do WND.
Fonte: http://www.juliosevero.com

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s