O TAXISTA : CAPÍTULO 3

Por Cimberley Cáspio

cofre_cheio_de_dinheiro

E novamente o encontrei,e ele me disse que tinha uma nova história para me contar. Fomos a um restaurante,sentamos em uma mesa,pedimos sucos de frutas,e lhe indaguei: o que tinha de novo para me contar?

E o taxista me relatou:” ao conduzir uma família de 3 pessoas,filha,mãe e avó,ouvi a filha falar pelos cotovelos,e com razão.A filha,uma mulher na casa dos 30,falava que salvou a mãe na hora H. A mãe foi para o hospital,reclamando de uma dor no peito.E quando a filha chegou,a sala de cirurgia já estava pronta e a mãe,sendo levada para operar.A filha então,perguntou ao médico sobre a razão da cirurgia.O médico respondeu que iria abrir a mãe para saber a causa da dor.Foi perguntado ao médico novamente se havia um diagnóstico que justificasse o ato da operação,se foi feito exames que justificassem a rapidez da cirurgia.O médico respondeu que nada tinha sido feito e que ele também não sabia a causa da dor,e que iria abrir a mãe para saber.

Diante de tal aberração,a filha impediu o seguimento do ato,onde o médico resolveu então dar alta à paciente. Revoltada com tamanha loucura,a filha,junto com a avó,retiraram a mãe imediatamente do hospital,e decidiram ir para casa,onde já saindo do hospital,a mãe não sentia mais nenhuma dor.Não houve sequer nenhuma medicação.

O fato aconteceu em um famoso hospital do município de São Gonçalo-RJ.”

Por que o médico tomou a decisão de operar a mulher sem nenhum diagnóstico,sem fazer nenhum exame? Simples.Para aumentar a receita do hospital. O paciente na verdade,é somente produto gerador de grandes lucros.Se vai sofrer por um procedimento médico abominável,ou se vai morrer,não importa.O que importa é satisfazer o caixa da entidade.E mesmo se o paciente morrer,o hospital tem participação no movimento funerário.Ganha também com a morte.O corpo morto,também é produto de mercado.

O que faz na verdade o hospital perder,é curar,pois o paciente curado,não volta.E se morre um,10 entram ao mesmo tempo na recepção da entidade a procura de um médico. Lógico,o morto nunca sai pela porta da frente,o que não assusta quem está entrando.

O valor mensal da receita gerada por um convênio no hospital,sem falar nos outros convênios,ultrapassa a casa dos 15 milhões de reais,eu disse,mensal,só com um convênio.O que mostra que enquanto a saúde é um desastre para o povo,para o governo e grupos empresariais ligados ao setor,é a mina do rei Salomão.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s