FRAGILIDADE DA ECONOMIA E CRISE DE CONFIANÇA FAZ CONSPIRAR FUGA DE BENS E CAPITAL

Por Cimberley Cáspio

A fragilidade da economia no Hemisfério Norte,principalmente nos E.U.A ,faz com que muitos pensamentos retornem ao confisco praticado pelo então Presidente americano Franklin Roosevelt em 1933. É possível?Muitos acreditam que sim,pois na verdade a supremacia do dólar está seriamente ameaçada e há cogitações a fim de se criar uma nova e forte moeda mundial.

“A ideia da mudança de moeda é fortemente apoiada não só pelos E.U.A e UE, como também pelos chineses, os indianos, russos…entre outros que veem essa oportunidade para aumentar suas reservas de ouro de forma rápida e substancialmente para ao introduzir uma nova moeda, não haver dúvida de que terão sucesso em mudar o equilíbrio do comércio mundial.”

Sendo assim,já é bastante considerável a fuga de bens e capital para o exterior,como forma de proteger ativos,mesmo sabendo que o governo segue no rastro criando dificuldades para a exportação desses ativos.E quem está conseguindo passar pela espiral de dificuldades,segue com sorte.Em outros casos,a expatriação desses ativos,já está em andamento e cada um se segura como pode.

Contudo a crise é fato; e mesmo que os governos envolvidos estejam dizendo que a situação está melhorando e que o bicho-papão não existe,há além da crise econômica,também a crise de confiança,uma faca de dois gumes encravada na corda de ligação entre política e investidores.E depois do confisco em Chipre,a crise de confiança estourou de vez,como numa reação em cadeia.

Aqui mesmo no Brasil,tivemos uma situação igual durante o governo de Fernando Collor,onde houve um confisco originado em um dos planos de governo,onde várias famílias até hoje ainda não se recuperaram do trauma infligido sobre as contas dos correntistas brasileiros. Houve até situação de suicídios por parte de alguns correntistas,como informou a mídia na época do confisco praticado.

O valor atual do dólar e do euro na verdade,é pura especulação,pois diante da economia europeia em frangalhos e a economia americana ainda ressentida e abalada desde 2008,sem lastros europeus para sustentá-la,o horizonte que se vê é totalmente cinza e os governos jamais falarão a verdade…nunca! Sempre falarão que a economia está aquecendo,que os números estão estáveis,que o governo está no controle,que os Bancos Centrais estão atuantes…enfim,a verdade verdadeira permanecerá oculta e protegida dos olhos curiosos da população que…saberá a medida do problema,quando o “peso do guindaste” já estiver sobre as cabeças e não houver lugar pra onde correr, como aconteceu anteriormente aqui durante o Plano Collor. Ninguém no Brasil foi avisado que haveria um confisco,a mídia não divulgou,só os privilegiados é que souberam da intenção do governo e rapidamente protegeram os seus ativos.Quanto ao resto da população,que digam as ações que rolam até hoje na justiça.

Sendo assim,como aconteceu no Chipre,o confisco é uma ameaça presente e pode acontecer a qualquer momento.O governo pode afirmar que tudo vai muito bem…mas nenhuma declaração oficial pode ser mais confiável. A PETROBRÁS por exemplo,está com dificuldades de caixa e acionistas estão arrependidos de terem comprado ações da empresa. Boataria sobre o fim do bolsa-família provocou o “estouro da boiada” as agências da Caixa Econômica a fim sacarem o que ainda pudessem…sei lá…e se fosse verdade? A verdade é que o povo é o último a saber…e quando vem a saber…já foi atropelado.

Fonte : Casey Research / MINING.com

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s